Qual a cor do amanhã

//Qual a cor do amanhã

Qual a cor do amanhã

Vejamos hoje e sempre
Nos momentos de tempestades
A chance de acordarmos
Pra nossa realidade

Reavaliemos a ignorância
Os excessos de vaidade 17
O que fazemos do tempo
E das leis da divindade

Enfim, não existe acaso
E sim oportunidades
Com o brilho que precisamos
Conforme a necessidade

Que jardineiros ou agricultores
Sejamos sábios semeadores
Humildes porem exigentes

Afinal nossa colheita
Será verde branca ou preta
Depende só da semente

Euvaldo Lima

2017-07-31T14:39:37+00:0017/07/2017|Poesia, Contos e Crônicas|

About the Author: