Apelo

Que não nos falte o amor
A saúde a fé e grana
Ação e discernimento
Luz em nossos pensamentos
Nem a paz que o céu emana

Que a nossa real fortuna
De cada dia da semana
Seja o exercício do bem
Por amor sem ver a quem
Se a Chico, Marta ou Ana

Que cada sopro sublime
Que por amor se exprime
Possamos tirar o chapéu

Os vendo pontes bacanas
Tornando nossas cabanas
Num pedacinho de céu

Euvaldo Lima
16-06-17

2017-07-06T15:50:31+00:0016/06/2017|Poesia, Contos e Crônicas|

About the Author: